falando das cores - azuis

Azul: harmonia, franqueza e fé

"Psicologicamente, o azul tem um efeito calmante, reduzindo a pressão sanguínea, o ritmo da respiração e a pulsação; tradicionalmente tem sido associado a harmonia, serenidade e repouso.

Misturar o branco com azul, assim como o vermelho, suaviza a energia da mensagem. O azul-claro sugere reverência ao invés de uma fé religiosa intensa; relaxamento superficial e não profundo; esforço confiável, ao invés de trabalho físico pesado; para os conservadores homens e mulheres de negócio é a alternativa tradicional para camisa e a blusa brancas.

O azul quanto mais escuro,mais sério. O azul marinho é o preto sem suas implicações mais obscuras de morte e pecado, mas conservando o ar de importância solene, até mesmo, algo de sua sofisticação. Na Idade Média, o azul era a cor do amante verdadeiro e do criado leal, e ainda hoje conserva parte desse significado. Sempre foi uma cor popular para roupas de trabalho: os camponeses ou aprendizes medievais usavam com frequência uma única túnica e meias da mesma tonalidade dos jeans e camisas de brim atuais. O azul também representava a fé no sentido religioso, e por extensão, humildade e devoção; na arte religiosa é associado à Virgem Maria, a serva de Deus."

A LINGUAGEM DAS ROUPAS - Alison Lurie


Arquivo
Siga
se quiser falar comigo ...